Escola em tempos de internet

A internet possibilitou uma aprendizagem social e instantânea, reforçando a ideia de mudança nos conteúdos e nas instrumentações pedagógicas O DIA Rio - Faz dias, um professor contou-me acerca de uma experiência que fizera com seus alunos, na ...

Seja o primeiro a comentar

MAIS DETALHES

Inclusão escolar: direito ou serviço?

Quando o ponto principal de toda a educação for a qualidade do trabalho pedagógico, poderá ser possível ver a inclusão como um direito materializado nas escolas O DIA Rio - As escolas particulares de Santa Catarina foram autorizadas a cobrar taxa extra no ...

Seja o primeiro a comentar

MAIS DETALHES

Uma gestão para a diversidade

  Uma gestão para a diversidade Publicado por Redação |  16 de fevereiro de 2016 ENSAIO | Edição 206  Com a aprovação da Lei Brasileira de Inclusão, instituições de ensino deverão eliminar todas as barreiras que levam à ...

Seja o primeiro a comentar

MAIS DETALHES

Volta às aulas no país das crises

Hoje, a escola deve ser um lugar de gestão social, na qual se vislumbram alternativas perante desafios e empecilhos   O DIA   Rio - O início de um período letivo proporciona sempre novas expectativas para pais, alunos e mestres. Entretanto, este ano, as ...

Seja o primeiro a comentar

MAIS DETALHES

Eugênio Cunha: Sucesso no Enem e na vida

30/01/2016 00:07:41   Os egressos das escolas públicas, que representam a maioria do alunado do Ensino Médio, passam a representar uma minoria no que tange ao acesso às universidades públicas  O DIA   Rio - Em tempos de Enem, é ...

Seja o primeiro a comentar

MAIS DETALHES

Eugênio Cunha: Valorizar o professor para alfabetizar

Rio - O Dia Mundial da Alfabetização é celebrado hoje. A data foi instituída pela ONU e pela Unesco com o propósito de promover a alfabetização no mundo e despertar a conscientização na comunidade internacional para um compromisso com a Educação. No Brasil, são ...

Seja o primeiro a comentar

MAIS DETALHES
Autismo na escola

Autismo na escola

As reformas ocorridas nas políticas de educação no Brasil nos últimos anos deram incontestável ênfase ao exercício docente, na perspectiva de ...

Mais sobre esse livro

COMPRAR O LIVRO

Afetividade na prática pedagógica

Afetividade na prática pedagógica

Pode não parecer científico falar sobre o amor. Pode não ser cientifico, mas é pertinente diante de uma sociedade carente de ideais. ...

Mais sobre esse livro

COMPRAR O LIVRO

Afeto e Aprendizagem

Afeto e Aprendizagem

O que é mais importante neste século: ensinar ou semear no educando o desejo de aprender? Decerto, quando semeamos o amor, ...

Mais sobre esse livro

COMPRAR O LIVRO

Autismo e Inclusão

Autismo e Inclusão

O autismo tem demandado estudos e indagações, permanecendo ainda desconhecido de grande parte dos educadores. O espectro possui diferentes níveis de ...

Mais sobre esse livro

COMPRAR O LIVRO

Práticas pedagógicas para inclusão e diversidade

Práticas pedagógicas para inclusão e diversidade

Este é um livro prático. Ele traz um olhar pedagógico sobre a diversidade discente, contemplando distintas necessidades educacionais ...

Mais sobre esse livro

COMPRAR O LIVRO

NOTÍCIAS

ITA vai ter cota para estudantes negros pela primeira vez no vestibular 2019

De acordo com a instituição, das 110 vagas oferecidas, 22 serão destinadas cotistas. Mudança reflete decisão do STJ sobre cota racional em concursos militares. No ano passado, 11,3 mil disputaram as vagas no ITA. ITA vai reformular cursos de graduação em 2013 Divulgação/ITA O Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), em São José dos Campos (SP), vai aderir ao sistema de cotas raciais pela primeira vez no vestibular 2019. Serão destinadas 22 das 110 vagas para estudantes negros. As incrições para o processo seletivo, um dos mais concorridos do país, começam no dia 1º de agosto. O ITA é uma instituição de ensino superior pública ligada à Força Aérea Brasileira. A adoção do sistema de cotas reflete uma decisão do STF, de abril, que decidiu que a lei de cotas também deve ser aplicada em concursos das Forças Armadas. As demais instituições de ensino do país, ligadas ao Ministério da Educação (MEC), já adotavam o modelo. De acordo com o ITA, 20% das 110 vagas nos seis cursos de engenharia serão para alunos cotistas. No ano passado, 11,3 mil candidatos disputaram as vagas no vestibular. Os selecionados podem optar entre carreira militar ou civil. O ITA, não informou se vai ser por sistema de auto declaração, nem se haverá uma comissão antifraudes. O edital do vestibular deve ser publicado nos próximos dias e prevê ainda outras mudanças. (leia mais abaixo) Avaliação A primeira professora negra do ITA, Sônia Guimarães, é a favor das cotas e considera a mudança uma vitória. ?Nunca acreditei que isso fosse possível, vocês não fazem idéia da minha felicidade. Não vejo a hora dos cotistas chegarem. Na sala de aula é muito difícil vermos negros. Essa medida vai mudar a vida de muita gente?, analisou. O ITA não tem atualmente contabilizado o número de estudantes negros na instituição. A maioria dos alunos são homens. Mudanças Outra novidade para o vestibular 2019, que será aplicado neste ano, é que as provas serão feitas em duas etapas ? em novembro e dezembro. Antes, a prova durava quatro dias consecutivos em etapa única. O ITA foi criado em 1950 e é vinculada ao Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA).

UFSC é 14ª melhor universidade da América Latina, segundo ranking internacional

Instituição subiu uma posição em relação ao ano passado. Campus de Florianópolis da Universidade Federal de Santa Catarina Henrique Almeida/UFSC A Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) foi listada como a 14ª melhor universidade da América Latina pelo "Times Higher Education", site que avalia universidades de todo o mundo. A instituição catarinense subiu uma posição em relação à lista do ano passado. Em 2016, aparecia na 12ª posição. Para fazer a avaliação, o site usa 13 indicadores em cinco áreas: o ambiente de aprendizado; o volume, verba e reputação das pesquisas feitas na universidade; influência das pesquisas, através de citações em outros trabalhos; perspectiva internacional, o que inclui os estudantes, professores e pesquisa; e transferência do conhecimento, através de um exame da indústria local. Para a reitora em exercício da UFSC, Alacoque Lorenzini Erdmann, a posição da universidade no ranking revela os esforços dos professores, técnicos e alunos para manter e ampliar a qualidade da produção científica e do ensino da instituição. Também disse que a gestão tem dado conta de superar problemas, como restrições orçamentárias. O ranking deste ano inclui 129 universidades em 10 nações. O Brasil é o país com mais instituições na lista, com seis nas 10 primeiras colocações. As universidades de Campinas e de São Paulo ocupam o primeiro e segundo lugar, respectivamente. A terceira colocação ficou com a Pontifícia Universidade Católica do Chile. Confira abaixo as 15 melhores universidades da América Latina, conforme a lista do "Times Higher Education": Unicamp - Brasil Universidade de São Paulo (USP) - Brasil Pontifícia Universidade Católica do Chile - Chile Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) - Brasil Monterrey Instituto de Tecnologia e Educação Superior - México Universidade do Chile - Chile Pontifícia Universidade Católica do Rio do Janeiro (PUC-Rio) - Brasil Universidade dos Andes - Colômbia Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) - Brasil Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) - Brasil Universidade do Estado de São Paulo (Unesp) - Brasil Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) - Brasil Universidade Nacional Autônoma do México - México UFSC - Brasil Universidade Federal de São Carlos - Brasil Veja mais notícias da região no G1 SC.

Falta de conhecimento e despreparo socioemocional afetaram desempenho de brasileiros em prova internacional

Pesquisa do Insper com detalhes sobre como cada estudante respondeu às perguntas do Pisa 2015 revela que falta de contato com a prova pelo computador foi outro fator que afetou o resultado do Brasil. Alunos brasileiros têm dificuldades para fazer provas Uma pesquisa do Insper revelou dados preocupantes sobre o desempenho dos alunos brasileiros em provas. O estudo foi feito com base no Pisa, uma avaliação realizada com estudantes de vários países de 15 e 16 anos de idade. A falta de conhecimento, porém, não é a única responsável pelos desempenhos ruins do país: as emoções também representam um obstáculo, principalmente os problemas de concentração e motivação dos estudantes. Durante seis meses, os pesquisadores analisaram o desempenho dos estudantes brasileiros no Pisa aplicado em 2015 ? o exame é realizado a cada três anos, e o resultado da edição de 2018 só será divulgado no ano que vem. Entre 70 países, o Brasil ficou na 63ª posição em matemática, na 58ª colocação em leitura e na 65ª posição em ciências. Prova pelo computador Em 2015, pela primeira vez, o Pisa foi aplicado totalmente pelo computador, em duas etapas. Os alunos respondem a uma questão por vez em telas separadas e, depois de passar para a pergunta seguinte, não é possível voltar à tela anterior. Observando o computador dos alunos brasileiros nesse percurso, os pesquisadores do Insper apontaram que eles têm uma tendência maior do que os estrangeiros a errar a primeira pergunta. Isso acaba provocando nervosismo e levando os brasileiros a levar mais tempo para fazer o exame. Além disso, 61% dos alunos brasileiros não conseguiram chegar à última questão na primeira fase do Pisa. Na Colômbia, essa porcentagem foi de 18%, enquanto na Finlândia apenas 6% dos estudantes deixaram a prova incompleta. Falta de hábito e de motivação ?Acho que são vários impactos. Em primeiro lugar, a falta de conhecimento básico para responder às questões?, afirmou à GloboNews Naercio Menezes, doutor em economia e coordenador do Centro de Políticas Públicas (CPP) do Insper. ?Em segundo, é esse problema com a prova do Pisa, que é diferente de outras provas aplicadas no Brasil. Em terceiro lugar, a falta de motivação do aluno brasileiro para fazer a prova até o fim. Acho que é um fato importante, é o que a gente chama de habilidades socioemocionais.?

GALERIA DE FOTOS

GALERIA DE VÍDEOS

A Clandevelop e uma agende web, voltada para desenvolvimento sites, sistemas web, identidade visual e muito mais.
Desenvolvido por
Clandevelop